O que é tie-dye?

A estampa que é marca do movimento hippie dos anos 1960 e 1970 retorna mais uma vez aos guarda-roupas – agora, de forma mais massiva do que nunca.

Para se ter uma ideia, no Pinterest, que é uma das principais plataformas de inspiração quando as pessoas querem aprender ou fazer coisas em casa, as buscas por vídeos com técnicas de tie-dye dobraram. A busca por “bleach tie dye” aumentou 13 vezes, a de ‘”ice tie dye”, 4,5 vezes, e a de ‘reverse tie dye patterns’, 9,6 vezes. E se de tanto ver por aí, bateu a curiosidade de saber um pouco mais sobre o estilo, saiba que ele tem uma longa história e é muito fácil de ser feito em casa.

O termo “tie-dye” significa, literalmente, “amarrar e tingir” em inglês. Ele surgiu nos EUA quando esse tipo de estampa irregular feita de forma artesanal ganhou destaque atrelada ao movimento hippie. No entanto, esse método já existia muito, mas muito tempo antes em países como Japão, China, Índia, Peru e no continente africano. “Há registros do século VI ao IX de técnicas de amarração e tingimento sendo feita nesses países”, conta Célio Dias, fundador da grife mineira LED, que fez uma longa pesquisa antes de incluir o estilo em coleções assinadas por ele.

Mas foi com o movimento de contracultura hippie nos EUA e a fama internacional de cantores que faziam parte dele, como Janis Joplin e Joe Cocker, que a estampa passou a ser mundialmente conhecida, o que explica o motivo do termo em inglês ser o mais utilizado no ocidente, inclusive no Brasil.

O tie-dye já reapareceu aqui e acolá em outros momentos da moda, mas agora parece ter voltado com mais força do que nunca. Dois motivos fortes seriam o isolamento social a que estamos condicionados neste momento e a força que o upcycling tem ganhado nos últimos anos. Já vinha acontecendo esse movimento de buscar ressignificar o guarda-roupas e acredito que o ócio da quarentena fortaleceu esse olhar para transformar peças que estavam ali estacionadas, o encanto pelo tie-dye está justamente no fato de ser uma técnica simples de se fazer por conta própria e que aceita imperfeições. O resultado é sempre uma surpresa. Você já tem uma peça tie-dye? Já tentou fazer a sua? Comente aqui!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fique por dentro das nossas novidades e promoções!!!

Cadastre seu e-mail para receber nossas notícias.